Morre jovem que teve 80% do corpo queimado

A jovem de 22 anos da idade, Camila Karin Calhares, que teve 80% do corpo queimado com álcool no último domingo, em Ponta Grossa, não resistiu aos ferimentos e morreu no início da tarde de ontem. A vítima foi transferida do Hospital Santa Casa de Misericórdia, em Ponta Grossa, para o Hospital Evangélico, em Curitiba, na última terça-feira.

O DC entrou em contato com a mãe da vítima na tarde de ontem, Nilce de Fátima Camargo. Ela relatou apenas – bastante comovida – que o caso de sua filha era gravíssimo e que ainda não tinha informações da polícia de quem teria cometido o crime. O local do velório ainda não tinha sido definido. Por volta das 18h28 de ontem, o corpo da vítima ainda não tinha sido liberado pelo Instituto Médico Legal (IML), em Curitiba.

Camila pediu socorro a moradores da Vila Belém no último domingo após ter o corpo queimado com álcool. Socorristas do SAMU foram acionados e a vítima foi encaminhada para o Hospital Santa Casa de Misericórdia. Ela chegou a relatar para os socorristas que tinha sido assaltada. Na última terça-feira, Camila foi encaminhada para o Hospital Evangélico, em Curitiba, que é especializado em queimados. A transferência estava agendada para segunda, mas uma ambulância que seria enviada pelo governo do Estado não chegou a tempo em Ponta Grossa e a vaga – que estava garantida no hospital – foi cancelada. A família e amigos de Camila planejavam uma manifestação quando foi enviado, na terça-feira, um avião para a transferência da vítima.

A delegada Tânia Maria Sviercoski, da 13ª Subdivisão Policial (13ªSDP)- que acompanha o caso - diz que as investigações com relação ao crime estão avançadas, porém não pode dar detalhes. Ela adianta apenas que foram ouvidas algumas pessoas ligadas à vítima e outras que tiveram contato com ela no dia do crime. “Uma dupla de investigadores está apurando o caso e estamos trabalhando com duas hipóteses, entre elas a de assalto, conforme citado pela vítima às testemunhas, e de vingança”, revela Tânia. A delegada comenta ainda que Camila esteve com o namorado no dia do crime, que está detido na Cadeia Pública Hildebrando de Souza. “O namorado também foi ouvido e temos ainda a informação que ela pegou carona ao sair do local. Todas as pessoas, conforme já falei, estão sendo ouvidas”, acrescenta.

Fonte: Diário dos Campos/Patrícia Biazetto

Previsão do Tempo

Publicidade

logo 

 

logoalvo 

 

 fotopontab